terça-feira, abril 15, 2008

Vida / Roda Viva



Vida, minha vida
Olha o que é que eu fiz
Deixei a fatia
Mais doce da vida
Na mesa dos homens
De vida vazia
Mas, vida, ali
Quem sabe, eu fui feliz

Vida, minha vida
Olha o que é que eu fiz
Verti minha vida
Nos cantos, na pia
Na casa dos homens
De vida vadia
Mas, vida, ali
Quem sabe, eu fui feliz

Luz, quero luz,
Sei que além das cortinas
São palcos azuis
E infinitas cortinas
Com palcos atrás
Arranca, vida
Estufa, veia
E pulsa, pulsa, pulsa,
Pulsa, pulsa mais
Mais, quero mais
Nem que todos os barcos
Recolham ao cais
Que os faróis da costeira
Me lancem sinais
Arranca, vida
Estufa, vela
Me leva, leva longe
Longe, leva mais

Vida, minha vida
Olha o que é que eu fiz
Toquei na ferida
Nos nervos, nos fios
Nos olhos dos homens
De olhos sombrios
Mas, vida, ali
Eu sei que fui feliz

***

Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu
A gente estancou de repente
Ou foi o mundo então que cresceu...

A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega o destino prá lá ...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...

A gente vai contra a corrente
Até não poder resistir
Na volta do barco é que sente
O quanto deixou de cumprir
Faz tempo que a gente cultiva
A mais linda roseira que há
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a roseira prá lá...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...

A roda da saia mulata
Não quer mais rodar não senhor
Não posso fazer serenata
A roda de samba acabou...

A gente toma a iniciativa
Viola na rua a cantar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a viola prá lá...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...

O samba, a viola, a roseira
Que um dia a fogueira queimou
Foi tudo ilusão passageira
Que a brisa primeira levou...

No peito a saudade cativa
Faz força pro tempo parar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a saudade prá lá ...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas rodas do meu coração...(4x)

5 Comments:

Blogger Alessandro said...

E seguem atuais, estas letras...

Meu amigo, você acha que é válido continuarmos pensando num blog dos Prophanos, quando não há mais exatamente a unidade de um grupo e podemos nos expressar em nossos próprios blogs?

Sinceramente, tenho pensado muito nesta questão. Agora, mais do que antes.

Abraço pra ti!

quarta-feira, abril 16, 2008 2:23:00 AM  
Blogger Alessandra Queiroz said...

Ontem, hoje e sinto que sempre letras como estas dilaceram-me.

E tudo parece ser a eterna RODA VIVA e continua a faltar LUZ, uma luz muito mais escuro e menos divina do que alguns imaginam.

E continuamos.... a caminhar, a cantar e a sonhar, isso é necessário para sobre-viver!

Biseaus
MInha

quinta-feira, abril 17, 2008 5:56:00 PM  
Blogger MAO said...

É. O chico é foda.

É interressante ver que o tempo não passa nas canções do chico.

Espero que seu humor tenha melhorado.

Abraço.

Ps. "O Mafra sendo o Mafra" = "O Mafra não ficando idiota ao beber e estragar o evento".

terça-feira, abril 22, 2008 12:37:00 PM  
Anonymous Ramon Alcântara said...

Todo mundo quer mudar o mundo, quando percebem que o mundo muda todo mundo. Até esse dia. E a vida é pra não ser feliz, e por tentarmos ser, que somos infelizes. Até outros dias.

Uma abz,

segunda-feira, abril 28, 2008 6:38:00 PM  
Blogger Bergamota said...

que engraçado! "roda viva" é o nome da minha nova casa, nova família. Nome da república que montei com os amigos... algumas coisas me fazem sentindo.

terça-feira, abril 29, 2008 12:33:00 AM  

Postar um comentário

<< Home